| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

O SABER EXPRESSO
Desde: 16/02/2017      Publicadas: 206      Atualização: 11/08/2017

Capa |  CAMPANHAS  |  COLUNISTAS  |  ESPAÇO O SABER  |  O SABER ATUALIDADES  |  O SABER CELEBRIDADES  |  O SABER CIÊNCIAS  |  O SABER COMPORTAMENTO  |  O SABER COMUNIDADES  |  O SABER CORPORATIVO  |  O SABER CULINÁRIA  |  O SABER CULTURA  |  O SABER DEBATES  |  O SABER ECOLOGIA  |  O SABER ECONOMIA  |  O SABER EDUCAÇÃO  |  O SABER ESPAÇO DO LEITOR  |  O SABER ESPORTES  |  O SABER GALERIA  |  O SABER INFANTIL  |  O SABER JOVEM  |  O SABER JUSTIÇA  |  O SABER MEIO AMBIENTE  |  O SABER MENSAGENS & PENSAMENTO  |  O SABER MÍSTICOS  |  O SABER MULHER  |  O SABER MÚSICAS  |  O SABER PAINÉL  |  O SABER POLÍTICA  |  O SABER REPORTAGENS ESPECIAIS  |  O SABER RURAL  |  O SABER SAÚDE  |  O SABER SEGURANÇA  |  O SABER SOCIEDADE  |  O SABER SOLIDARIEDADE  |  O SABER TECNOLOGIA  |  O SABER VARIEDADES  |  PRÊMIO PORTAL DO ANO


 O SABER MEIO AMBIENTE

  08/06/2017
  0 comentário(s)


MATÉRIA EXCLUSIVA: Projeto vai usar 1 milhão de peixes para repovoar Rio Doce no ES


Projeto vai usar 1 milhão de peixes para repovoar Rio Doce no ES

 MATÉRIA EXCLUSIVA: Projeto vai usar 1 milhão de peixes para repovoar Rio Doce no ES
Um projeto de um professor de uma universidade de Vila Velha vai repovoar a parte capixaba do Rio Doce com mais de1 milhão de peixes nos próximos quatro anos. A intenção é amenizar os impactos que o rio teve com o rompimento da barragem da Samarco, em Mariana, e reaquecer o turismo da Vila de Regência, incentivando a pesca esportiva na região, na modalidade de pesque e solte.
 
Rio Doce, Samarco, Mariana, impactos da lama da Samarco no Rio Doce, lama de mariana, lama da samarco, repovoamento de peixes do rio doce, peixes, natureza, impacto ambiental, não vamos esquecer MarianaSegundo o professor Levy Gomes, líder da pesquisa, serão colocados no rio espécies de robalo e 1 milhão de larvas de curimatã e lambari.
 
"Nós vamos capturar os reprodutores no Rio Doce. Levar para uma estação de piscicultura, reproduzir esses peixes, gerar as formas jovens, fazer uma análise genética. Estando tudo ok, vamos soltar no Rio Doce. Os pais dessespeixes são do Rio Doce mesmo", explica o professor.
 
Uma outra ação do grupo de pesquisa será a capacitação gratuita depescadores de Regênciapara conduzir os barcos usados na pesca esportiva. Para o professor, o pescador esportivo, alvo da atividade, no geral, é um turista com renda elevada que pode dar um "boom" na economia local.
 
"Primeiro, nós vamos propor uma atividade alternativa ao pescador, mas sem mudar a essência. Ele vai continuar pescando, vai continuar indo para água. Ele só vai mudar a forma como ele vai lidar com o peixe. Vamos também oferecer uma nova fonte de renda para uma população que está muito carente", comenta.
 
A equipe da pesquisa escolheu três pontos do Rio Doce para colocar as espécies: em Baixo Guandu, Colatina e Regência. O projeto tem o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES).
 
Fonte: Globo.com
 

Fonte: Natureza e Conservação - Link da Fonte: http://www.naturezaeconservacao.eco.br/

SAIBA MAIS AQUI NO PORTAL ELETRÔNICO O SABER

http://portalosaber.no.comunidades.net

 







Capa |  CAMPANHAS  |  COLUNISTAS  |  ESPAÇO O SABER  |  O SABER ATUALIDADES  |  O SABER CELEBRIDADES  |  O SABER CIÊNCIAS  |  O SABER COMPORTAMENTO  |  O SABER COMUNIDADES  |  O SABER CORPORATIVO  |  O SABER CULINÁRIA  |  O SABER CULTURA  |  O SABER DEBATES  |  O SABER ECOLOGIA  |  O SABER ECONOMIA  |  O SABER EDUCAÇÃO  |  O SABER ESPAÇO DO LEITOR  |  O SABER ESPORTES  |  O SABER GALERIA  |  O SABER INFANTIL  |  O SABER JOVEM  |  O SABER JUSTIÇA  |  O SABER MEIO AMBIENTE  |  O SABER MENSAGENS & PENSAMENTO  |  O SABER MÍSTICOS  |  O SABER MULHER  |  O SABER MÚSICAS  |  O SABER PAINÉL  |  O SABER POLÍTICA  |  O SABER REPORTAGENS ESPECIAIS  |  O SABER RURAL  |  O SABER SAÚDE  |  O SABER SEGURANÇA  |  O SABER SOCIEDADE  |  O SABER SOLIDARIEDADE  |  O SABER TECNOLOGIA  |  O SABER VARIEDADES  |  PRÊMIO PORTAL DO ANO
Busca em

  
206 Notícias